Transformadores para equipamentos japoneses (redutores de 220V, 127V ou 110V para 100V)

Apresentação:

Os equipamentos e produtos japoneses, trabalham com uma tensão de alimentação específica de 100V, que é um padrão de tensão universal no Japão, mas é incompatível com o padrão da rede elétrica brasileira. Equipamentos com cargas resistivas como: secadores de cabelo e panelas elétricas, mesmo sendo alimentados em 110V ou 127V, este pequeno aumento de tensão, irá acrescentar no mínimo uma elevação de 21% no consumo de potência, o que irá levar a uma diminuição da vida útil dos mesmos a médio e longo prazo. Daí ser muito importante ter um transformador redutor, para que estes equipamentos possam trabalhar numa margem de operação segura e sem risco de sobrecarga por sobretensão.

Com saída de tensão de 100V e de acordo com a potência elétrica do equipamento, são produzidos transformadores isoladores e autotransformadores elétricos a seco, compatíveis para serem alimentados em redes de energia monofásica, bifásica ou trifásica de 110V, 127V, 220V, 380V ou 440V para fins residenciais, comerciais ou industriais. Enrolamento de cobre esmaltado: Classe H -180°C.

Potência Máxima: Até 10KVA (monofásicos, bifásicos e trifásicos).
Diferenças técnicas entre transformadores e autotransformadores:
Transformadores
Isoladores:
Indicados para aplicações de segurança, em equipamentos eletrônicos mais sensíveis onde se exige isolação total da rede de saída de 100V em relação a rede elétrica de entrada que alimenta o transformador.
Autotransformadores:
Menor volume, peso e custo. Indicado para a maioria das aplicações como: lâmpadas, motores e eletrodomésticos simples que não necessitam de rede elétrica isolada.